Irmãs são presas em Bom Jesus por apropriação indébita praticada contra próprio pai

465

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio da equipe da Delegacia de Polícia de Bom Jesus de Goiás, prendeu em flagrante delito, no dia 24 de março, duas mulheres pela prática de apropriação indevida prevista no Estatuto do Idoso.

Após receber informações de que duas irmãs estariam se apropriando de parte da safra de grãos do pai, um idoso com 76 anos de idade diagnosticado com Alzheimer, os policiais civis se deslocaram até um depósito localizado no município para checar as informações, uma vez que, segundo a notícia apócrifa, uma carreta carregada com a soja da vítima seria descarregada indevidamente naquele local.

Já no armazém, os policiais conseguiram visualizar um dos caminhões contratos pelas autoras descarregando a carga de soja de aproximadamente 74 toneladas e avaliada em R$ 170 mil, notando, inclusive, a presença delas no armazém fiscalizando toda a operação ilícita.

Com o transbordo da carga, os policiais realizaram a abordagem e, durante a checagem da documentação fiscal, perceberam que os comprovantes daquele depósito estavam em nome das filhas da vítima, sendo uma delas, por determinação judicial, curadora do pai que havia sido interditado no ano passado. “Ela era a única responsável pela administração dos seus bens e podia apenas negociar os produtos com ordem judicial prévia e em nome exclusivamente do pai”, explica o delegado Anderson Pelágio.

Constatada a apropriação dos grãos em detrimento da vítima, as autuadas foram presas em flagrante delito. A filha curadora confessou que a intenção das irmãs era a de adquirir uma casa com o proveito do crime cometido.

Informação da PCGO.

Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

× Sugestão de pauta ou denúncias!