Auxílio emergencial: dinheiro que ‘sumiu’ no PicPay e Nubank retornou para a Caixa

Beneficiários relataram que, ao tentar transferir os valores para as contas digitais, as transações não eram realizadas e o dinheiro não era estornado ao Caixa Tem

607

Na última terça-feira (7), vários beneficiários do auxílio emergencial, concedido pelo governo federal, reclamaram que, ao transferir o valor recebido da Caixa Econômica Federal para fintechs, como o PicPay e o Nubank, o dinheiro simplesmente “sumiu”. No entanto, segundo informações da Folha de São Paulo, o montante retornou para o banco público.

Na tentativa de evitar filas nas agências, a Caixa adiou o saque dos recursos do auxílio emergencial. Com isso, alguns beneficiários optaram por transferir o dinheiro do aplicativo Caixa Tem, utilizado pelo banco federal para a realização do pagamento, para fintechs, como o PicPay e o Nubank, a fim de sacar os recursos de forma imediata.

Entretanto, há relatos de que o dinheiro depositado “sumiu” das contas do Nubank. No caso do PicPay, as transações não foram finalizadas ou a recarga foi cancelada e o dinheiro não foi estornado ao aplicativo da Caixa.

Ainda segundo informações da Folha de São Paulo, a Caixa procurou o Nubank afirmando que havia identificado pagamento de boletos — prática utilizada para realizar depósitos nas contas digitais das fintechs — em duplicidade e pediu o estorno desses valores.

No entanto, após o início das devoluções de dinheiro, as fintechs perceberam que algumas operações não eram em duplicidade. Na verdade, tratava-se de dois boletos com o mesmo valor. Após a identificação do problema, os estornos à Caixa foram interrompidos.

Por meio de nota, o PicPay informou que alguns usuários não conseguiram receber o auxílio emergencial na carteira digital devido a uma instabilidade do sistema do Caixa Tem. A empresa afirmou que está fazendo tudo o que está ao seu alcance para acolher e ajudar esses usuários e que esta é a prioridade da empresa no momento.

“Também temos orientado aos clientes que tentem realizar a operação novamente ou, caso o débito já tenha ocorrido, aguardem a Caixa realizar o estorno do valor”, informou a nota divulgada pela assessoria de imprensa do PicPay, que ressaltou ainda que, desde o início da distribuição do auxílio, mais de 2,9 milhões de usuários concluíram a transferência do benefício para a carteira digital com sucesso.

O Nubank publicou uma nota, em suas redes sociais, sobre o ocorrido. A empresa informa que foi informada pela Caixa que alguns boletos haviam sido creditados com quantias a mais, e que o Nubank precisava devolver esses valores ao banco público.

A empresa afirma que acatou a recomendação e começou a corrigir os valores. No entanto, segundo o Nubank, o ajuste foi interrompido ainda na terça-feira, devido ao grande número de clientes apontando inconsistências nas informações fornecidas pela Caixa.

“Como sempre, buscamos fazer o correto para os nossos clientes: devolvemos imediatamente todos os valores enquanto aguardamos o posicionamento da Caixa. Já estão todos disponíveis nas contas do Nubank”, informou a nota.

Já a Caixa Econômica Federal informou, também por meio de nota, que não foram identificadas falhas nos sistemas internos do banco no processo de pagamentos e transferências do Caixa Tem para as fintechs.

Ainda segundo o banco, apenas nesta quarta-feira (8), já foram realizados com sucesso mais de 1,6 milhão de transações com o cartão de débito virtual, e processados cerca de 6 milhões de boletos sem nenhum incidente no sistema de cobrança da Caixa. *Com a informação da Folha Vitória.

Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

× Sugestão de pauta ou denúncias!