Operação da PF em Goiás e outros cinco Estados tem entre os alvo o ex-deputado Jovair Arantes

2

A Polícia Federal deflagrou na manhã quinta-feira (9) a Operação Gaveteiro, para apurar o desvio de valores do então Ministério do Trabalho, por meio da contratação empresas do ramo da tecnologia da informação, em Goiás e em mais cinco Estados. O ex-deputado federal Jovair Arantes, o ex-ministro do Trabalho e atual presidente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Ronaldo Nogueira, estão os alvos da investigação.

Estão sendo cumpridos dois mandados de prisão preventiva e 41 mandados de busca e apreensão, em endereços localizados em Goiás, Distrito Federal, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul. Além das prisões e buscas, a Justiça Federal também determinou o bloqueio de cerca de R$ 76 milhões nas contas dos investigados. Foram concedidas ainda medidas cautelares proibindo os investigados de se ausentarem do País.

As investigações foram iniciadas em razão de relatório da Controladoria Geral da União (CGU), que apontam que a contratação de empresas foi apenas o subterfúgio utilizado pela organização criminosa que atuava no Ministério do Trabalho para desviar, entre os anos de 2016 e 2018, mais de R$ 50 milhões do órgão. As empresas eram contratada para desenvolver sistemas de informática capazes de detectar fraudes no Seguro-Desemprego.

Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

× Sugestão de pauta ou denúncias!